segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Onde está a liberdade de expressão?



Todos devem está a par dos acontecimentos do mundo, principalmente de um chinês de nome Liu, de 54 anos, que por uma força própria e lucidez dá a sua cara a bater contra um governo que manda no seu povo de forma ditatorial e se acham democráticos.
O ativista chinês Liu Xiaobo é o vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 2010, conforme anunciado em Oslo, na Noruega, nesta sexta-feira (8). Liu, um ex-professor de literatura, é o primeiro cidadão chinês a receber o prêmio. Ele passou os últimos 20 anos entrando e saindo das prisões chinesas por defender reformas democráticas.
Liu foi preso pela primeira vez no protesto do movimento estudantil na praça da Paz Celestial,em junho de 1989.Liu foi preso novamente em 2008 por ter sido um dos 10 mil signatários da Carta 08, petição formulada para exigir reformas políticas no regime comunista chinês, condenado em 2009 em 11 anos de prisão.
Liu receberá o prêmio "por seu longo trabalho não violento em favor dos direitos humanos na China".
A China é contra esse prêmio alegando que o ativista não mereçe tal honraria,devido a todos os processos de desordem para com o governo, além do governo chinês proibir a mulher de Liu de abrir a boca a imprensa.A China defende que tal prêmio deveria ser usado para combater as guerras armadas e afirmam que a "amizade" ou aliança entre a China e Noruega(aonde aconteçe o evento da premiação) ficará abalada.

Não se deve privar uma pessoa por dá a sua opinião ou ir a luta contra um governo que não o agrada, sabe-se que a China utiliza-se de uma máscara para atrair investimentos estrangeiros e se incluir numa globalização, porém a globalização ultrapassa fronteiras e a mesma não é só regida pela economia mas sim pela politica,como um país quer entrar num regime mundial seguindo uma politica fechada, terá consequencias como criticas severas no mundo(o que pode ser visto por esse caso desse ativista) e perdas de investimentos pela incompatibilidade de ideologias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário